O pai da produção de TOFU

O pai da produção de TOFU

imprensa

José Costa foi entrevistado pela Revista Invest.

Por convicções pessoais, foi o primeiro produtor nacional de tofu. Hoje vê na transformação de produtos biológicos e no ecoturismo o futuro.

Primeiro foi o tofu, há muitos anos, por uma questão de filosofia de vida. Depois, já de forma empresarial, José Costa, sócio-gerente da Elichristi, acrescentou seitan e vários produtos que transforma, desde pão biológico, a geleia de arroz,vinagre de maçã,enchidos à base de seitan, pickles… e muitos outros.

Tudo produtos que fazem as delícias dos afi­cionados da alimentação biológica. Mas as coqueluches da Elichristi, empresa de produtos naturais e biológicos, sedeada em Porto de Mós, são mesmo o tofu e o seitan, com uma produção de quase duas toneladas por semana. Produtos que a empresa distribui a Norte, até zonas acima do Porto, em todo o interior do País e ainda a Sul, até ao Alentejo e que são procurados por restaurantes, casas de produtos naturais e outras superfícies comerciais.

Pioneiro na produção de tofu em Portugal, José Costa arregaçou as mangas e construiu, ele mesmo, com materiais ecológicos, a fábrica que hoje gere. Sempre sem qualquer tipo de ajuda por parte do Estado, até porque como diz,”os nossos agricultores andam a mendigar por subsídios”. Qual é então a solução para ser competitivo neste sector? Para José Costa “teria que existir uma mudança de mentalidades, no senti­do de entender a agricultura biológica como um nicho de mercado.

Quanto ao tipo de produtos que fabrica, José Costa aposta naqueles que ele próprio consome, defendendo que “os produtos biológicos são os únicos que não contaminam a natureza e promovem um melhor ambiente”, pela ausência de pesticidas sintéticos.

Com uma facturação que ronda os 500 mil euros por ano, o objectivo da empresa é claro: crescer, mas não apenas do ponto de vista económico. Sempre presente está uma vertente cultural e social, ilustrada, por exemplo, na distribuição de alimentos biológicos que a Elichristi faz todas as quintas-feiras, a algumas crianças necessitadas.

Apesar do sucesso da Elichristi, os planos de  José Costa não ficam por aqui. Verdadeiro  amante da natureza, como se pode perceber pela instalação da sua unidade produtiva no meio de árvores, por entre o chilrear dos pássaros, José Costa, quer construir, na mesma área onde estão instalados o escritório e a fábrica, habitações para turismo rural.” As pessoas poderão ter aulas sobre agricultura biológica e, ao mesmo tempo, passar momentos de lazer,’ antevê, justificando.”A única maneira de existir turismo sustentável é com a agricultura biológica. O próximo passo, na área do ecoturismo, já está traçado.

A Elichristi

“Tudo o que semeias comes’: Esta frase transmite um pouco das convicções mais profundas de José Costa. Foi com base numa filosofia de inspiração cristã que, em 1998, fundou a Elichristi, empresa transformadora de produtos naturais e biológicos, herdeira de uma outra, com fundamentos semelhantes, criada em 1983. Defensor da preservação do meio-ambiente para as gerações vindouras, José Costa acredita que a agricultura biológica é a única capaz de satisfazer as necessidades do presente e assegurar a continuidade da vida.

Para saber mais…

Seitan: alimento rico em proteínas, semelhante à carne, com aspecto, textura e sabor firmes. É preparado fervendo-se ou assando-se glúten de trigo temperado.

Tofu (queijo de soja): é um derivado da soja, altamente versátil, feito de leite de soja e coagulado com nigari (um sal) ou sais de cálcio. Está disponível em diversas texturas, do macio ao extra-firme. O tofu de firmeza média, quando feito com sais de cálcio, é uma excelente fonte de cálcio, e o extra-firme, quando preparado com nigari, e rico em zinco e ferro.

Fonte: “Revista Invest - Junho de 2006 - página 36 – Texto de Ana Carina Filipe e Séfora C. Silva”

Fonte: “Revista Invest – Junho de 2006 – página 36 – Texto de Ana Carina Filipe e Séfora C. Silva”

Sem Comentários

Faça um Comentário